O Banco pode Processar para Cobrar Dívida do Cartão?

Quem se endividou com o cartão de crédito costuma ter dúvidas sobre qual são as ferramentas de cobranças que o banco poderá utilizar. Afinal, a instituição pode entrar na justiça para receber o valor? Por quanto tempo o nome do consumidor fica “sujo”? Depois que o CPF for retirado dos cadastros negativos, a dívida deixa de existir?

Se você está nessa situação, a melhor maneira de solucionar o problema é buscar uma forma de renegociação com a administradora do cartão. Mesmo que o valor seja elevado, interromper a cobrança de juros para tentar uma proposta de pagamento parcelado é benéfico para o devedor e também para a empresa credora.

Porém, se a negociação não for possível, é importante saber como funcionam os mecanismos de cobrança. O banco poderá utilizar de diversos recursos para receber o valor devido, mesmo que seja necessário acionar a justiça. Outra opção é a venda da dívida para outra empresa especializada em cobranças. O tempo para que a dívida seja cobrada depende do tipo de contrato que foi assinado?

A administradora pode mover uma ação judicial?

Sim, o banco ou a administradora do cartão podem dar entrada num processo de execução da cobrança num prazo de até 3 anos. Também é possível mover uma ação de cobrança durante 5 ou 10 anos, conforme o contrato. Quando o cliente assina um termo de confissão da dívida, o prazo costuma ser de 3. Já se o documento que comprova a pendência é apenas o contrato de adesão e as faturas do cartão, o prazo pode ser de 5 ou 10 anos, dependendo do entendimento da justiça sobre o caso.

Dívida com o cartão

Entenda quais são os meios que o banco tem para cobrar uma dívida com o cartão de crédito

Meus bens serão penhorados?

Após a decisão judicial, os bens do devedor poderão ser penhorados para quitar o valor devido. Isso inclui imóveis, carros, motos, joias e até mesmo eletrodomésticos. Somente o salário não pode ser retido para cobrir despesas de dívidas, uma vez que a renda é necessária para sobrevivência do devedor e sua família. Quem não tem bens também poderá ser processado e receberá a visita de oficiais de justiça na busca por bens penhoráveis.

Por quanto tempo meu nome ficará sujo?

A lei define que o prazo máximo de “punição” por uma dívida é de 5 anos. Dessa forma, passado esse tempo o nome do devedor deve ser retirado dos cadastros negativos, mesmo que a dívida não seja quitada. É preciso ressaltar, no entanto, que o nome limpo não significa que você deixou de dever. Na verdade, o banco ainda poderá utilizar das medidas cabíveis para receber o dinheiro, com a diferença de que o CPC não poderá mais ficar restrito.

O que fazer?

Como comentamos antes, o melhor a fazer é buscar um acordo antes que a situação se torne mais séria. Antes de ajuizar ações, os bancos costumam enviar propostas. Porém, o ideal é que o devedor busque uma negociação com juros menores e boas condições de pagamento. Não é vergonhoso ter uma dívida, nem é preciso sofrer emocionalmente por causa disso. Manter a cabeça erguida e procurar soluções práticas sempre é a melhor saída.

Postado por Mila Silva. Veja mais cartões de crédito emitidos por: Artigos e também com características semelhantes: , , , , ,
RSS por email

Deixe sua opinião “O Banco pode Processar para Cobrar Dívida do Cartão?