Opções de Pagamento da Fatura do Cartão

Ao receber a fatura do seu cartão de crédito você pode simplesmente ir até um banco e pagar o valor total devido. Essa certamente é a forma mais correta de se lidar com a cobrança, mas não é a única alternativa de pagamento disponibilizada pelas administradoras. Na verdade, os usuários do cartão podem pagar apenas o valor mínimo, quitar qualquer quantia entre o mínimo e o total ou solicitar o financiamento da fatura em várias parcelas.

Para que você entenda melhor como funcionam todas essas opções de pagamento, explicaremos cada uma delas detalhadamente.

Valor Total

O valor total da fatura corresponde a todas as despesas realizadas no período, incluindo cobranças como a anuidade. Ao pagar pelo valor total o cliente não precisa arcar com juros, salvo se houver algum tipo de atraso no pagamento. De modo geral, essa é a única opção de pagamento que não atrapalha sua vida financeira nem aumenta o risco de endividamento. Por isso, ela é sempre a mais indicada.

Valor Mínimo

As administradoras também colocam a opção de pagamento mínimo, com um valor que corresponde a 15% do total. Assim, se todas as suas despesas somarem R$1 mil, a cobrança mínima será e R$150. Ao optar por essa alternativa, o usuário do cartão aciona automaticamente o crédito rotativo. Assim, o valor não quitado é empurrado para o mês seguinte, com cobrança média de juros em torno de 10% ao mês. No nosso exemplo, o cliente precisará pagar na próxima fatura os R$850 devidos +  R$85 de juros, além de outros encargos.

A imagem mostra a opção de pagamento mínimo na fatura (em inglês)

A imagem mostra a opção de pagamento mínimo na fatura (em inglês)

Valor Parcial

Outra opção é pagar um valor entre o mínimo e o total. Se a fatura tem valor total de R$1 mil, o mínimo será R$150, como vimos, mas você poderá pagar, por exemplo, R$500. Nesse caso, o crédito rotativo também é acionado, o que significa que serão cobrados juros pelo valor devido. O que ocorre é que, como o valor já pago é maio, você terá que arcar com um custo menor no mês seguinte. A próxima fatura conterá os R$500 não pagos, mais cerca de R$50 de juros e outros encargos. É preciso lembrar também que tanto no pagamento parcial quanto no mínimo, o que sobra é cobrado juntamente com as despesas do mês seguinte, tornando o valor da fatura ainda maior.

Parcelamento da Fatura

Quem não tem dinheiro para pagar o valor total da fatura pode ainda escolher o financiamento ou parcelamento da cobrança. Para tanto, é preciso entrar em contato com a empresa administradora para que sejam geradas novos boletos com o custo parcelado. Também nessa opção existe cobrança de juros, porém um pouco menores que os do crédito rotativo. Se você não tem alternativa e precisa mesmo adiar o pagamento da fatura, essa pode ser a escolha menos prejudicial para o seu bolso.

Antecipação de Pagamento

Por fim, vale a pena mencionar a antecipação do pagamento. Depois que a fatura do cartão foi fechada, você pode pagar o valor total devido para liberar o limite de crédito para novas compras. Essa é uma solução para quem precisa fazer uma despesa e não quer esperar até a data de vencimento. Na maior parte das vezes, é necessário ligar para a central de atendimento da administradora e pedir para que o limite seja disponibilizado mais cedo.

Postado por Mila Silva. Veja mais cartões de crédito emitidos por: Artigos e também com características semelhantes: , , , , , , , ,
RSS por email

Deixe sua opinião “Opções de Pagamento da Fatura do Cartão