CET (Custo Efetivo Total) dos Cartões de Crédito

Você já observou a sigla CET na fatura dos seu cartão de crédito? Se não, é hora de começar a procurar essa informação.

A sigla, como mostramos no título, se refere ao Custo Efetivo Total de todas as operações de empréstimo ou financiamento concedidas por um banco ou financeira. A resolução resolução 3.517, de 06 de dezembro 2007, publicada pelo Conselho Monetário Nacional, obriga todas as instituições financeiras a informarem o CET das operações de crédito. Essa medida é uma forma de facilitar o acesso dos clientes a essas informações, possibilitando o uso mais consciente de empréstimos e financiamentos.

Entendendo o CET

Na prática, o CET vai incluir todos os encargos relativos a uma operação de crédito e não apenas as taxas de juros aplicadas pelo banco. Segundo o Banco Central:

CET

CET

Custo Efetivo Total (CET) corresponde a todos os encargos e despesas incidentes nas operações de crédito e de arrendamento mercantil financeiro, contratadas ou ofertadas a pessoas físicas, microempresas ou empresas de pequeno porte (Fonte: www.bcb.gov.br).

Isso quer dizer que uma compra parcelada, por exemplo, tem um CET que corresponde a todas as tarifas cobradas pelo serviço de parcelamento. Além dos juros, às vezes existem outras cobranças que acabam passando despercebidas pelo comprador. Porém, com o cálculo do CET, é possível saber quanto você realmente pagará pelo produto ou serviço bancário.

Isso é muito importante se considerarmos a possibilidade de comparação entre diversas linhas de crédito em diferentes instituições. Suponhamos que em um certo banco, a taxa de juros a um empréstimo seja de 1% a.m. e, em outro banco, esta taxa seja de 1,1% a.m.. À primeira vista, a melhor opção parece ser que o empréstimo de 1% seja mais barato que o de 1,1% mas, devido a encargos, taxas e outros valores que possam entrar na parcela, este valor não pode ser o custo real a ser pago. O valor final poderá ser muito maior que o juros de 1,1% que não tem nenhuma taxa administrativa ou seguro, por exemplo.

Além disso, o CET auxilia a computar o valor total acrescidos de impostos obrigatórios, como IOF.

CET dos Cartões de Crédito

O cartão de crédito se insere na categoria de empréstimos ou financiamentos. Por isso, os bancos e financeiras devem informar os usuários dos cartões a respeito do CET relativo às transações feitas com o cartão (pagamentos, saques em dinheiro, uso do crédito rotativo e etc.).

Nessas transações, são cobrados encargos financeiros, como o IOF Adicional e o IOF Diário. Normalmente, essas informações são disponibilizadas na fatura do cartão. Na hora de dividir as compras, também é importante que você peça para o lojista calcular o CET da transação. Dessa forma, é possível saber qual é o custo final da mercadoria, com todas as tarifas adicionais.

Postado por Mila Silva. Veja mais cartões de crédito emitidos por: Artigos e também com características semelhantes: , , , , , , , ,
RSS por email

Deixe sua opinião “CET (Custo Efetivo Total) dos Cartões de Crédito